Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
A parábola do patrão que paga iguais os empregados os quais contrata em diversas horas durante o dia e paga iguais a todos o mesmo valor nos traz muitas mensagens:

Primeiro; a misericórdia de Deus.

Deus está sempre aberto para nos perdoar e nos chama a conversão.

Segundo ; a compaixão de Deus.

Deus conhece as nossas necessidades e está sempre nos ajudando. Ele se compadece por nós.

Terceiro; Deus não faz acepção de pessoas.

Todos somos iguais. No entanto, aquele que acolhe Deus na primeira hora é muito mais feliz. do que aquele que procura na última. Ou seja, acolher a Deus no primeiro momento é benefício nosso e não de Deus.

Quarto; a salvação é para todos.

Todos são chamados a salvação e Deus não faz acepção de pessoas. Todos somos amados e chamados salvação.

Quinto; a nossa relação com nosso irmão e com Deus.

Com o irmão: não conseguimos enxergar nele a imagem e semelhança de Deus. Somos egoistas demais e nos julgamos mais merecedores de Deus em relação àqueles que vivem uma vida diferente de nós. Para nós, primeiro é é para nós e o que sobra é para o outro.
Com Deus, por que nossas atitude com Ele é como Deus fosse nosso servo e nós o seu Senhor. Ou seja, somos nós que queremos ditar as regras para Deus de quem pode e quem não pode ser salvo.

Enfim, essa parábola, Deus nos coloca em nosso lugar de filhos amados. Porém, todos são iguais e a nossa salvação não é pelos nossos méritos, mas sim pela Graça e bondade de Deus.
 
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 21/09/2020
Alterado em 21/09/2020
Comentários