Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Não podemos nos esconder da realidade, porque ainda que não aceitamos; que não concordamos, etc. ela existe e está muitas vezes, próximo de nós.

Penso que a questão não é esconder-se ou ignorar ou mesmo, agindo preconceituosamente contra determinados assuntos que resolveremos e ficaremos imunes. Pelo contrario, é conhecendo mais sobre determinados assuntos que poderemos nos inteirar-se mais sobre eles. A questão está em analisarmos com a mente crítica.

Admirava muito padre Leo de Bethânia, pela sua forma de pregar, pois, era um sacerdote que tinha o conhecimento de tudo e de toda a realidade contemporânea da sua época. Ou seja, estava atualizado com as noticias do momento tanto da Igreja como os noticiários e acontecimentos na área politica, esportiva, amenidades e novelas. Acredito que padre Leo era até noveleiro pelo conhecimento sobre elas, porém, padre Leo, se atualizava para, fazer suas pregações dentro da realidade. Talvez, este foi seu grande mérito nas pregações, pois, falava a linguagem das pessoas simples e comuns e especialmente com problemas.

Como cristão, tenho plena consciência que determinados assuntos que as novelas abordam fogem dos princípios de Deus como também princípios cristãos. Temas os quais vão de encontro a destruição da família; a instituição família. Temas que atentam a vida como o aborto e outros. Enfim, muitos temas que atentam a princípios éticos, morais e cristão. No entanto, vejo que tais situações devem ser vistas como novos desafios para uma nova evangelização. Ou seja, a igreja não deve temer os meios de comunicação, mas, atualizar sua forma de evangelização. Temos que estar cientes de que de todo mal Deus tira um bem e que, não cai uma folha de arvore sem a permissão Deus, portanto, se estes temas são os novos desafios da igreja, Deus, saberá como agir capacitando os seus pregadores e esta nova evangelização que se faz necessário.

Quando falamos em valores morais e religiosos, família e vida; temas essências que precisam ser anunciadas pelos nossos pastores, muitas vezes, percebo que um é pouco pregado e este tema é sobre a corrupção. Um assunto extremamente importante, pois, é a corrupção que destrói a vida e a dignidade dos filhos de Deus.

Acredito que, o não aprofundamento deste assunto (corrupção) está na relação que as instituições religiosas, sejam elas, católicas, evangélicas e outras denominações ou crenças é por serem depende dentes do Poder público tanto financeiramente, isto é, recebendo recursos financeiros do Estado como também benefícios como isenções fiscais e outros.

Enfim, a Palavra de Deus não se desassocia da realidade, bem como, de tempo e tempo ela precisa ser renovada, não no sentido da mudança de valores  evangélicos e espirituais, mas sim, enfrentando os novos temas que surgem no contemporâneo da vida.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 15/10/2017
Comentários