Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
                                             2010; Ano Eleitoral 
 

     Mais um ano se inicia, muita festa, muita alegria, mas sobretudo muita esperança. O ano de 2010, será um ano eleitoral. O povo brasileiro mais uma vez irá ás urnas para escolher seus novos dirigentes tanto no parlamento estadual e federal como também seus novos governadores e presidente.
     O Brasil na ultima década está sendo marcado pela corrupção política. Fatos estes que tem sido constatado pela mídia o tempo todo. Temos assistido uma verdadeira onda de corrupção política seja por parte das instituições-empresas, seja por empresários de grandes aglomerados. Corrupções generalizadas onde governadores, deputados, senadores estão envolvidos em inúmeros escândalos. Também temos assistidos políticos dizerem que estão se lixando para a opinião pública bem como senadores e deputados que se uniram para não punir seus pares. Um deste acontecimento foi o caso vergonhoso do deputado Edmar Moreira, onde seus pares uniram-se e nada ocorreu com o mandado dele. Também tivemos no Senado da Republica, senadores e senadoras da base do governo e do próprio PT votando NÃO para que não se investigasse as denuncias do senador e presidente daquela Casa José Sarney.
     Certamente, todos estes políticos estarão entrando em sua casa, sem licença previa para pedir novamente seu voto, seja para dar continuidade em seus mandatos ou postulando outros cargos de maior relevância.    
     O político, na sua concepção tem a garantia que o eleitor não tem memória. Para ele basta uma boa lábia. Basta dizer o que realizou em seu mandato e o que vai realizar caso se eleja ou reeleja. Basta ter bons cabos eleitorais como prefeitos e vereadores. Enfim, na mente do político, basta ter dinheiro, prestigio que é o suficiente para continuar no poder e assim dar continuidade na corrupção.
     O mais decepcionante é que eles não estão tão errados ao pensarem assim, pois grande maioria do eleitorado não se interessa por política, e assim para eles todos são iguais indiferentemente quem esteja no Poder. E também, acreditam no ditado do tomate pobre, isto é, se colocar um tomate pobre numa caixa de tomates bons estraga a caixa toda; pior é que, no caso dos políticos não e um tomate pobre, mas uma caixa toda e apenas alguns tomates bons.
     No entanto, os eleitores não devem se manter omisso a política e nem na escolha de candidatos, pois sua decisão tem influencia no dia a dia de todos os brasileiros. No mínimo o eleitor precisa ter um espírito de solidariedade, isto é, se para ele pouco importa quem esteja no poder, pense então no próximo, pense naqueles que necessitam da presença do Estado. Procure escolher candidatos que tenham perfis de pessoas éticas, honestas, se errar pelo menos tentou acertar. 
     Em suma, que o espírito de natal e que a esperança no ano de que inicia (2010) possa provocar mudanças em nós em todos os sentidos, e de modo especial, nos fazermos sentirmos responsáveis pelo futuro de nosso querido Brasil, escolhendo bons dirigentes, para que de fatos, todos tenham vida e vida em abundancia. 
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 24/12/2009
Comentários