Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Porque a morte nos assusta.
 
Olhando por um ângulo a morte
Ela nos assusta, mete medo
Não queremos morrer
Ficamos apegados aqui
Em tudo, em nós, nas coisas
Enfim, morrer é uma sensação de perder
É como se todos nossos sonhos
Nossas esperanças morressem também.
 
Dói-nos perder alguém
Um pai, uma mãe, um cônjuge, um filho
Sentimos que parte de nós se vai
Somos apegados a eles
A idéia de saber que não o veremos mais
Assusta, mete medo
Enfim, parece que sentimos órfãos
Somos carentes, apegados
Ainda que não admitimos
A morte tem conotação de o fim.
 
No entanto, olhando por outro ângulo
Com os olhos da Fé
A morte é um presente, como é nascer
Pois é pela morte que nascemos de fato
Ela é o inicio de uma nova vida
Que não tem mais fim é eterna.
Ainda é preciso dizer que,  
Quem morre, não morre,
Apenas não temos mais sua presença física
Pois, continua viva no nosso pensamento
Em tudo ela está presente, até mesmo nos sonhos
Numa festa, num dia de comemoração
Ao abrir de um álbum,
Enfim, a morte nos assusta,
Porque somos de certa maneira egoístas
Não admitimos perder.
Ou melhor, acreditamos que a morte é uma perda. 
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 12/03/2009
Alterado em 12/03/2009
Comentários