Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
12/02/2006 10h04
Prevenção as Drogas ( Viva Feliz Sem Drogas )
O programa Viva Feliz Sem Drogas, deu inicio no dia 12 / 02 / 2006 uma série de entrevistas onde vai abordar a prevenção as drogas na área educacional, isto é, o que se tem feito, o que esta fazendo e quais os projetos a se trabalhar com adolescentes e jovens na Educação.
Neste domingo (12/02/2006) o programa entrevistou o Professor Roberto Wagner Alves Ferreira, professor à 22 anos e que a maioria de sua atividade profissional dedicado a uma faixa etária de risco, isto é, idade entre 11 a 15 anos.
Professor Roberto, leciona a 16 anos na rede estadual de ensino, já atuou também na rede municipal, presidiu o Conselho Municipal Antidrogas do município de Ouro Fino (COMAD-OF), e atualmente é presidente de uma Comunidade Terapêutica Jeová Shalon, onde é fundador e que já existe a oito anos.
Em sua atuação como presidente do COMAD-OF, desenvolveu projetos no município e de maneira particular nas escolas promovendo vários eventos dentro deles concursos de cartazes, vídeos, etc. Promovendo também campanhas junto as igrejas, nos diversos seguimentos sociais. Fortalecendo a Semana Nacional Antidrogas desenvolvendo eventos para marcar de maneira efetiva a conscientização sobre as drogas.
Segundo Prof. Roberto, embora exista uma Lei que obriga trabalhar a prevenção às drogas nas escolas dentro das disciplinas curriculares, infelizmente a Lei não é cumprida. Sendo assim, os professores acabam não sabendo como lidar e nem atuar pedagogicamente com os alunos.
Há uma total desinformação dos educadores sobre o tema. Também segundo o Professor a droga não está nas portas das escolas tão somente, e sim dentro dela, conduzida pelos próprios alunos.
No programa Professor Roberto lançou um projeto intitulado “PROJETO ESCOLA SAUDAVEL” que tem como objetivo por meio de palestras atuarem com alunos na conscientização e informação sobre as drogas, também promover cursos à professores para que sejam multiplicadores e assim, possa capacita-los para atuarem nas salas de aula.
Este projeto pode ser estimulado e seu desenvolvimento depende somente da boa vontade e prioridade dos diretores da rede de ensino.
O projeto ESCOLA SALDAVEL será apresentado a Secretaria da Educação do Município de Ouro Fino, a professora Angélica Maciel para apreciação e possível aplicação na Educação municipal.
Ainda disse ser fundamental que haja engajamento de todos os Educadores para que realmente possa trabalhar de maneira efetiva e sistemática na prevenção e maneira especifica com os adolescentes e jovens de toda rede de ensino. É fundamental, que os trabalhos tenham vários braços como palestras, porém um trabalho dirigido que abranja todo o ano letivo.
Publicado por Ataíde Lemos
em 12/02/2006 às 10h04
 
01/02/2006 15h33
Matéria Publicada no Jornal da Cidade
Esta semana um jornal local "Jornal da Cidade ", publicou uma matéria sobre meus trabalhos. Minha atividade profissional, bem como meus trabalhos voluntários relativos ao tema drogas e por fim meus escritos literários.

Para mim é um momento especial já que a vários anos venho me dedicando e dando minha contribuição para a sociedade e particularmente a mim, tendo a oportunidade de crescer cada mais aprendendo com todos os que passam pela minha vida.

Determinados reconhecimentos, prêmios são fatores que nos motivam a caminhar e não parar no meio do caminho.

As criticas são necessária para que nos aprimoremos cada vez mais nossos conhecimentos. Porem, alguns reconhecimentos fazem um contra peso.
Publicado por Ataíde Lemos
em 01/02/2006 às 15h33
 
29/01/2006 09h43
Álcool um problema de Saúde
Neste domingo (29/01/2006) tivemos o prazer de entrevistar no Programa “Viva Feliz Sem Drogas”, que vai ao ar todos os domingos das 9: 10 às 9: 25 pela Rádio Difusora Ouro Fino ( www.difusoraourofino.com.br ), o médico gastrointerologista Dr. André Baganha, o qual fez abordagem sobre as doenças decorrentes do álcool.

Segundo ele, os órgãos mais afetados pelo álcool são o celebro, fígado e pâncreas. Lembrando que o celebro é primeiro órgão atingido. Muitas vezes as pessoas aparentemente apresentam estar bem, isto é, não apresentando doenças como cirrose no principio. Porem, já está comprometido com doenças neurológicas e não se dão conta disto.

Num de seus comentários relatou que há muitos casos alcoolismos que não aparecem por mulheres pelo preconceito social. Relatando um caso onde a paciente fazia ingestão de álcool com café. Caso como estes são comuns.

Falando sobre as mulheres grávidas consumirem álcool, disse que nestes casos podem ocorrer de seus filhos já nascerem dependentes químicos por receber o álcool de forma intensa pela mãe na alimentação. Já a comprovações de tais crianças terem síndrome de abstinência pela falta do álcool após seu nascimento.

Algo interessante colocado é que dois fatores são responsáveis pela doença ser adquirida. Uma está relacionada à dependência do próprio organismo e outra pelo comportamento da família, isto é, filhos que assistem cotidianamente o uso abusivo de álcool, e também consome podem-se adquiri a doença aliando a predisposição genética e comportamento da família sendo facilitador.

O médico ainda comentou que existem varias formas de alcoolismo. Há aqueles de final de semana, os de uso continuo. Mas que independente daquele que faça uso abusivo de álcool seja alcoólatra ou não podem adquirir tais doenças e comprometer seus órgãos provocando doenças como pancreatite, cirrose ou desencadear outras doenças.

Segundo ele, disse ser impossível para um alcoólatra de muitos anos de adicção conseguir a moderação, porque de certa forma o álcool acaba sendo mais uma substancia necessária para o corpo. O corpo incorpora tal substancia. Disse que um de seus pacientes certa vez procurou para parar com o uso de cocaína, até conseguiu por um período, mas estava consumindo um litro e meio de wisk.

Perguntado, o motivo de estar atuando de maneira intensa neste trabalho preventivo fazendo palestras e envolvido neste tema, relatou que devido sua especialidade a grande maioria de seus pacientes são pessoas que adquiriram tais doenças devido ao álcool, deve ser missão de qualquer profissional que atua na área da Saúde, não ficar passivo a tal realidade, afinal o profissional da Saúde atende Seres Humanos e não pode se omitir nas suas áreas. Porém, disse que muitos profissionais (médicos) não estão preocupados com isto e acabam por se calar.
Publicado por Ataíde Lemos
em 29/01/2006 às 09h43
 
06/11/2005 10h07
Drogas e os Meios de Comunicações
Drogas e os Meios de Comunicações


Sabemos que, o que tem levado pessoas às drogas ( substancias psicoativas) é a falta de conhecimento sobre este assunto, pois, as drogas de uma certa maneira proporciona um bem estar, e diante esta sensação de prazer, conforto torna-se difícil convencer as pessoas não fazerem seu uso.

Também sabemos que, muitas das dificuldades de trabalhar este tema com adolescentes, jovens e adulto está na falta de conhecimento, informação criando vários mitos e preconceitos que acabam por limitar as ações de prevenção e entendimento construindo barreiras, limitando amplitudes para a discussão de políticas publicas.

Estas informações devem ser cada vez mais difundida e entendida pela sociedade de um modo geral, neste sentido a mídia, os meios de comunicações, são fundamentais para a transformação social em relação as drogas

As drogas devem ser trabalhadas pela comunicação no seu todo, isto é, levando pleno conhecimento da sociedade todos os efeitos bio-psico-social e não minimizando também a dimensão espiritual do Ser Humano:

1. Biológico:

Todo Ser Vivo é composto de órgãos, é bioquímico e qualquer substancia química a ele ingerido indevidamente causará disfunção biológica, sendo assim cabe todas as informações necessárias sobre os efeitos e as consequencias orgânicas de substancias psicoativas ingeridas indevidamente ou abusivamente.

2. Psíquico:

Além do Ser Vivo ser composto bioquimicamente, o homem possui a dimensão psíquica de um modo geral comanda suas ações orgânicas, isto é, já está comprovado cientificamente que muitas ações psíquicas proporciona o indivíduo a reações de comportamento, estas rações levam a usar determinadas substancias psicoativas que são motivadoras de conforto, sensação de prazer. Varias reações orgânicas são reações psicossomáticas.
Diante esta dimensão psíquica cabe também a mídia explorar estas informações levando as pessoas a se conhecerem melhor internamente. Aqui vemos o papel fundamental dos meios de comunicações.

3. Social:

Vivemos em comunidade, em sociedade. Embora temos nossa individualidade somos também produtos da sociedade, do meio em que vivemos É na sociedade que estruturamos nossa personalidade; que construímos nossos conceitos. Sendo assim, somos seres sociais e nossas reações psicológicas estão ligadas a este meio. Este fator é essencial para que fortalecemos nossas carências, devido a preconceitos, as regras sociais impostas necessárias para o convívio social.

Não raro os conflitos emocionais estão correlacionados a dimensão social os quais estamos inseridos e sujeitos. Cabe aqui mais uma vez o papel importante da mídia, dá informação para que possamos absorver e vencer as barreiras sociais para que se possa criar uma qualidade de vida interior.

4. Espiritual

O homem difere dos outros animais pela capacidade de pensar, discernir e refletir. O Ser Humano é constituído interiormente pela dimensão espiritual o qual proporciona alegria, paz interior, que colabora para enfrentamento de dificuldades internas e externas.

É a partir das respostas: Quem sou; de onde Sou; para onde Vou, que o Homem encontra sua verdadeira razão do existir, e assim enfrenta todas as diversidade da vida.

Aqui vemos mais uma vez a necessidade da mídia em atuar para que o ser humano tenha este envolvimento com sua dimensão espiritual, colaborando para que o homem encontre sua razão de existir e ser feliz.

Como podemos observar as informações, a comunicação dever ser levada num todo, proporcionando uma qualidade de vida e uma educação preventiva, para que as pessoas tenham o verdadeiro conhecimento sobre as drogas e possa através de outros artifícios saudáveis procurar sanar as necessidades orgânicas, psíquicas existenciais que fazem parte da subjetividade humana.

Com esta visão e este pensamento, criei o Programa Viva Feliz Sem Drogas. Um programa de radio onde trabalhando a comunicação, uso da mídia falada levando à sociedade informações sobre as drogas por meio de entrevistas com profissionais de cada área biológica, psíquica, social e espiritual para que o ouvinte possa ter acesso as suas duvidas e necessidades.

Tenho dois livros publicados quem interessar em adquirir basta acessar meu email ataide@hardoniline.com.br , no site www.ataide.recantodasletras.com.br, encontrará a sinopse e o preço do exemplar.
Publicado por Ataíde Lemos
em 06/11/2005 às 10h07
 
04/10/2005 08h36
São Francisco de Assis
São Francisco de Assis
Um homem que tudo possuía
Filho único e abastardo
Simpático e atraente
Que tinha muitas pretendentes.

Uma experiência pessoal
Leva a uma medida radical
Deixa tudo de lado
E uma nova vida surge
Um amor incondicional
Pelos pequenos e pobres
Pelos mendigos e abandonados.

Foi mal entendido e interpretado
Mas pelos pequenos amado
Vivendo a ação pratica do amor
Que à alguns incomodou

Tudo era belo a seus olhos
Da natureza fez sua irmã
Vivia a contemplação
Causando muita admiração

Sofreu em sua pele a dor
Da injustiça e da incompreensão
Mesmo em sua fraqueza humana
Não abandonou sua missão
Pois esta era sua vocação.

Revolucionou a igreja
Na sua radicalidade
Vivendo o evangelho
Na pobreza e humildade.

Hoje por todos os lados
Seu carisma é divulgado
Varias congregações
Vivem o seu legado.

São Francisco de Assis
Que viveu o sentido da Cruz
Recebendo como prêmio
Os estigmas de Jesus
Publicado por Ataíde Lemos
em 04/10/2005 às 08h36
Página 24 de 25
« 21 22 23 24 25