Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
30/04/2012 16h17
Combater as drogas

 

Estava assistindo uma entrevista, onde um jornalista criticava veementemente a imprensa que é por ele, intitulada de Partido da Imprensa Golpista (PIG). Segundo ele, esta imprensa visa desestabilizar o governo, mas com ênfase ao Legislativo, ou seja, desacreditar uma instituição que, por si só, já é desacreditada pela sociedade, por ser um Poder da Republica composto de usurpadores do Poder. Por ter políticos que legislam em causa própria. Por ser um Poder que não fiscaliza o Executivo e, de certa forma, é capacho dele, etc. etc.
 
Porém, segundo ele, o PIG não questiona e não promove a consciência política dos cidadãos, para que ao votarem escolham melhores seus representantes. O que o PIG não promove são debates, onde possa melhorar a qualidade dos políticos através de uma educação que ela poderia promover, pois se é uma formadora de opiniões, certamente, poderia também ajudar colaborando na educação cidadã da sociedade. Por que o PIG, não promove este tipo de educação? Simplesmente, porque deseja que cada vez mais, haja uma repulsa da sociedade contra o Legislativo, e assim, os parlamentares enfraqueçam e suas influencias, tornem-se menos, dentro de suas atribuições.
 
Quanto mais desacreditado o Legislativo for, cujo seu papel é de fundamental importância para a democracia, maior o domínio econômico daqueles que possuem grandes fortunas e também daqueles que detém o poder da comunicação. Ou seja, para o PIG, é necessário que a sociedade repudia e desacredite de um Poder essencial, cujo é a casa da sociedade, para que um grupo exerça o domínio sobre o Executivo, através dos grupos de lobistas, qual objetivo é defender seus interesses, ainda que eles produzem mais misérias, desigualdades, injustiças, preconceitos, etc.
 
Não há duvidas que temos um legislativo fraco, corrupto e sectário, onde 10% dos parlamentares hábeis manipulam o restante dos 90%, que muitas vezes, nem sabem o que estão fazendo lá, ou melhor, sabem que estão defendendo seus salários e mordomias, enquanto que os 10 % é que de fato estão governando o País, segundo os interesses de seus respectivos lobistas. Porém, é necessário o trabalho de fortalecimento desta Instituição e não o seu desmonte, a sua descredibilidade. O Congresso Nacional, como colocado acima, é a casa que fortalece a democracia. É o Poder onde a sociedade é representada bem ou mal, mas é. É fundamental o seu fortalecimento e um trabalho intenso de educação para que a sociedade saiba escolher bem seus representantes, pois são eles (parlamentares) quem garante o enfrentamento político; a criação de leis; a fiscalização e a destinação do orçamento da União. É um Congresso Nacional forte que enfrenta os lobbies do interesse dos grandes empresários; dos grandes detentores das mídias poderosas, enfim, é um Legislativo forte que enfrenta o poder econômico.
 
Jamais podemos cercear o direito da noticia, é preciso conhecer as duas faces das noticias. É essencial as denuncias virem a tona. Tivemos recentemente baixas de vários ministros de Estado que somente ocorreram devido as denuncias dos meios de comunicação; das mídias consideradas pelos esquerdistas de o PIG. No entanto, é fundamental, que a sociedade não deixe-se ser manipulado pela imprensa para que ela não exerça um poder de domínio, usando toda sua força de manipulação para não promover a democracia em nome dela (democracia). Ou seja, a mídia, é fundamental para que cada vez mais a sociedade possa ser educada para a democracia e que de fato o Brasil, seja de todos e não de alguns grupos políticos e econômicos.
Publicado por Ataíde Lemos
em 30/04/2012 às 16h17