Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

is?Ql2qC0QJ0Z9Frq1FzrRhWn8HufFy2JQBy2itS
Ídolo para uns e vilão para outros, assim é Luiz Inácio da Silva (Lula). Um cidadão pobre que nasceu no sertão nordestino, cuja história o Brasil conhece.

Cidadão que ingressou na carreira politica no tempo da ditadura e pouco a pouco foi conquistando seu espaço no cenário politico pela sua oratória populista no período da redemocratização do Brasil. Independente, sua índole, seu caráter, é inegável que é um grande politico de fazer inveja a muitos outros. Um politico persistente, que sempre teve uma meta que era ser presidente do Brasil.

Sua habilidade em aglutinar multidões e falar o linguajar dos mais humildes foi conquistando espaço políticos conquistou para si seu partido políticos de expressão nacional, tanto os honestos como também os desonestos e corruptos. Também pela sua oratória persuasiva atraíram personalidades de diversos segmentos sociais como artistas, pensadores... Enfim, grandes nomes da sociedade que Lula após varias tentativas conseguiu atingir sua meta ser presidente de do Brasil.

Pois bem, o Poder fascina; o Poder contamina; O Poder para os que não são preparados emocionalmente e são ambiciosos deixa-os doentes. Assim, ocorreu com Lula. Todos seus feitos tinham como objetivo o Poder, o enriquecimento vertiginosamente e desta forma conduziu seus mandatos. Mantendo o apoio popular com politicas públicas e sociais visando satisfazer os eleitores e nos bastidores unindo-se aos empresários e políticos corruptos para manter seu reinado e enriquecer ilicitamente. Lula foi presidente que agradou o povo, os banqueiros e os grandes empresários sempre com discursos populistas. Ou seja, um para a plateia e outro nos bastidores.

Só que no caminho havia uma pedra e esta pedra é a pedra Divina que nos dá liberdade até um determinado momento e depois de certo tempo, começa a colocar as claras o que está escondido e assim se sucedeu. Ou seja, todos aqueles discursos populistas, toda aquela primavera brasileira que o Brasil vivera foi transformando em frustração, isto é, a sociedade se endividou; o desemprego surgiu e o que estava escondido debaixo do tapete (corrupção) veio à tona. Enfim, seu reinado veio a baixo

De presidente do Brasil a presidiário. Certamente, para seus admiradores Lula é um mártir, é um injustiçado e um herói. Porém, para grande parte dos brasileiros Lula é um ladrão, uma pessoa que destruiu os sonhos e a dignidade das pessoas. Lula é um ser desprezível e que deveria estar preso há muitos anos por todo o mal que causou a Nação através da corrupção.
Em suma, a história e os fatos revelarão a verdade; se Lula foi um mártir ou se de fato foi um vilão. Porém, o grande acontecimento  da prisão de Lula está numa nova concepção de Justiça, ou seja, a justiça que passa a ter credibilidade; a justiça que prende pobres, porém, também ricos. Enfim, uma justiça que está em consonância com os brasileiros que não conseguem mais suportar e conviver com a corrupção que tira dos pobres para dar aos ricos.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 06/04/2018


Comentários