Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


O Brasil vive uma crise politica que compromete a democracia e isto é muito fácil de ser visto. Temos um presidente da republica com menos de 8% de aprovação popular, no entanto, extremamente forte politicamente com uma grande base parlamentar como também apoio no Judiciário.   
 
A pergunta é? Como um presidente sem apoio algum da população pode estar extremamente forte politicamente? A resposta é simples: temos um Poder Legislativo completamente envolvido em corrupção com um número expressivo de parlamentares capazes de mudar a Ordem do País, inclusive para promover leis de Emendas Constitucionais, alterando completamente a Constituição Federal, e certamente, estas mudanças encontram ressonância no Poder Judiciário, pois, o que mais estamos vendo é o Judiciário com raras exceções avalizando o governo e o legislativo.
 
Pode parecer  ficção para alguns, porém, acredito que as eleições de 2018 começam a ficar comprometidas, haja vista, que há uma enorme crise politica, aonde os Poderes constituídos, deixaram de lado o povo. Ou seja, tanto o Executivo quanto o Legislativo e mesmo parte do Judiciário estão unidos em defenderem suas peles e neste sentido, as eleições de 2018 será um desastre para os que estão envolvidos neste mar de corrupção.
 
A realidade atual é a seguinte: o Presidente está refém do Legislativo e o Legislativo do Judiciário. Esta é a grande questão que pode comprometer a democracia brasileira. Enfim, na atual situação politica em que o Brasil se encontra a democracia não está sólida, pelo contrário, está muito frágil.
A verdade é que o Brasil vive uma crise politica pior que a Venezuela com a diferença é que na Venezuela o Congresso é oposicionista, porém, o presidente tem nas mãos o Judiciário, já no Brasil o presidente tem o Congresso e parcialmente o Judiciário. Na Venezuela o povo está indo para as ruas e no Brasil o povo não, pois, se encontra totalmente desiludido e ainda, o país não vive a crise econômica em que vive o povo venezuelano.
 
Outro fator que colabora para o aprofundamento da crise e fortalece um golpe na democracia é o desalento da sociedade. Ou seja, o povo cansou e está com total descredito na politica e nos políticos. Com todos que se fala a resposta é a mesma “os políticos são todos ladroes” ou “este País não tem solução”. As pessoas nem tem mais coragem e animo para se manifestarem, pois, não conseguem ver uma luz no fim do túnel e isto é tudo que atual classe politica deseja que é  uma sociedade dividida, sem reação e omissa.
 
 
Enfim, há um futuro muito sombrio para o Brasil que vai sendo desenhado desenhando dia após dia no cenário politico.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 28/07/2017
Alterado em 28/07/2017


Comentários