Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


                                                 A onda dos Aumentos 

     R$ 420,00? R$ 375,00? Ou R$ 367,50 reais? Estas sãos as propostas da sociedade, do Congresso Nacional e do governo. R$ 25,00 reais dado à sociedade como aumento do salário mínimo quebra as prefeituras, quebra a previdência e as empresas. Como se este aumento de R$ 25,00 reais não fosse circular no mercado. Um aumento que equivale menos de R$ 1,00 dia é de impacto estrondoso capaz de desarrumar toda estrutura econômica brasileira. 

     No entanto, os parlamentares federais aumentam seus salários em mais de 90% e acreditam que apenas estão fazendo justiça, trabalham muito e precisam receber o compatível com o cargo que exercem. Mais uma vez bem feito aos eleitores. Na verdade merecem, mantiveram quase todos os mensaleiros, os deputados do PT. Enfim, foi esta escolha feita nas eleições. 

     Este aumento dos deputados não ficará apenas na esfera federal e nem no poder legislativo. De agora em diante todos os políticos certamente amparado pela Lei, e pelo precedente reivindicarão aumentos nesta proporção. Será um efeito em cascata e salve-se quem puder. 

     Para a sociedade o que este aumento exorbitante muda? Certamente, nada muitos nem sabe quanto é R$ 24.500.000,00 sabe apenas que é muito dinheiro, mas nem sabe o que dá para comprar. O que os pobres querem é seu bolsa família no dia certo. Muitos querem o mínimo de saúde; muitos querem é o mínimo de educação. Enfim, quanto os políticos custam para a nação, não interessa para a maioria da sociedade de um modo geral. Querem é que não lhe falta o mínimo dos mínimos. 

     Quem poderia fazer movimentos contra este assalto ao país deveria ser os movimentos, as entidades que existem para fiscalizar o estado, no entanto, estes movimentos são braços do governo, isto é, tem todo tipo de político infiltrados dentro delas que lhe as mantém. Então, o melhor mesmo é ficar quieto, senão perde a boquinha também. 

     O governo federal é esperto, faz discurso contrario a decisão do congresso sobre o aumento do salário, questiona a atitude dos deputados, porém, todos os parlamentares de seu partido e de sua base aliada votaram a favor do aumento. Certamente, esta estratégia é para manter o valor do salário mínimo dentro de aumento que ele propõe R$ 367,50 reais. 

     Não será de espantar quando passar a onda e já estiver definido o salário mínimo que provavelmente será o proposto pelo governo haverá uma adequação de seus rendimentos dentro dos percentuais dos deputados. 

     Infelizmente este é o país que nós brasileiros construímos dia a dia. Enquanto os 125 milhões de cientistas políticos nesta imensa terra chamada Brasil brigam para defender seus políticos “honestos,” suas ideologias eles (políticos) deitam e rolam  nos bastidores, ou em frente as cameras e parte da sociedade faz beiço grande. 

     Por fim, para a sociedade que rasgou a ética, e aprovou a corrupção, a falta de moralidade só cabe agora aceitar ou chorar pelos cantos. No entanto, não tenho duvida que em 2010 eles continuem no poder por mais 4 anos.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 15/12/2006
Alterado em 15/12/2006


Comentários