Seja bem vindo, boa leitura, será um prazer teu comentário.
Ataíde Lemos
Palavras, uma viagem pelos sentimentos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Seleção brasileira paixão frustrada

 

 

               A seleção brasileira está em baixa, quem diria; perder para Venezuela de dois a zero. Se fosse apenas um gol seria acidente, mais dois? É ruim em. Jogar contra o Paraguai em plena eliminatória para copa do mundo de 2010 como time pequeno, parece inverter os papeis Paraguai ser o Brasil.

               A pergunta que fazemos é: o que será que está havendo com a seleção brasileira? Já não é de agora que estamos decepcionados com a bolinha que a seleção brasileira vem mostrando a tempo. Um país que tem grandes jogadores de destaque nos campos europeus, nos melhores times do mundo, mas que na seleção não estão jogando nada. Será que são somente jogadores de time? Será que outras seleções que estão jogando muito? Será que jogar na seleção brasileira já não é mais vitrine devido à tecnologia, pois os jogadores já não dependem mais da seleção como vitrine? 

               São tantos questionamentos, que fica difícil saber de fato o que anda acontecendo com nossa seleção. Troca-se técnicos, quando pensamos que vai melhorar decepcionamos novamente. É uma alegria e varias decepções. 

               Certamente, todos os brasileiros são técnicos e tem alguns jogadores preferidos para compor a seleção como também táticas. Porém, não podemos dizer que, os que lá não estão os melhores, no entanto, não acertam.

               Falando sobre o atual técnico Dunga, parece que ele tem sido o protagonista do pior vexame da seleção em eliminatórias. Se tivesse terminado as eliminatórias contra o Paraguai teríamos ter que enfrentar uma repescagem para participar da copa de 2010.

               Dunga não tem currículo como técnico para dirigir a seleção principal, no entanto, observamos que em muitas seleções seus treinadores também não tem, foram grandes jogadores e comandantes em campo - Dunga também foi. Por outro lado a nossa seleção teve treinadores de extenso currículo vitorioso, mas que ao assumirem a seleção brasileira não apresentaram seus trabalhos, tendo que pedir demissão ou mesmo serem demitidos.

               A troca de técnico se faz necessária para criar uma nova expectativa e animo tanto para os jogadores como para os torcedores e também não desgastar ainda mais o treinador. Neste sentido é importante que Dunga pare por aqui, para que a seleção tenha nova motivação e não afunde ainda mais. Porém, segundo meu ponto de vista, a troca terá uma mudança momentânea, mas que pouco tempo retornará o futebol que ela vem apresentando ao longo destes últimos anos.

               Em suma, a realidade atual é que o Brasil perdeu a hegemonia do futebol, igualando aos outros países. E que para os grandes jogadores a seleção não é mais o sonho e sim, uma obrigação tirando assim o brilho, a garra em defendê-la. Já para os iniciantes e que estão destacando no cenário brasileiro a camisa amarela pesa. Sendo assim, não conseguem desenvolverem seu futebol. Enfim, os grandes jogares não estão jogando nada na seleção e os iniciantes não apresentam o futebol que jogam em seus clubes. Se o time de estrelas perde a culpa é do treinador, se o time sem estrelas perde a culpa também é do treinado porque os deixou de fora.  Enfim, a seleção brasileira é paixão que está frustrada para os brasileiros.

Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 18/06/2008
Alterado em 18/06/2008


Comentários